Baby, I born this way!

Quem ler a introdução do meu Tumblr encontra a seguinte frase “Eu proclamo as palavras de Lady Gaga porque ela proclama as minhas” e nunca antes essa frase teve tanta força e sentido como agora. Lady Gaga nos presenteou de novo, dessa vez com a canção Born this way, que oficialmente estreou no Grammy deste ano e já alcançou o topo de todas as paradas possíveis, o clipe lançado no começo dessa semana já deixou todo mundo comendo poeira para trás também e se firmou nos principais canais do mundo.  Inclusive no Youtube. Mas o primeiro vídeo que surge quando você pesquisa o nome da música neste canal, não é o clipe oficial e sim um cover a piano tocado por Maria Aragon, uma canadense de 10 anos de idade, que Lady Gaga recebeu via twitter e reblogou para o mundo. Ao falar com Maria via telefone em uma rádio depois de milhões de exibições Lady Gaga disse que estava tendo um dia difícil quando recebeu o vídeo dela e que “Quando eu vi você tão jovem e tão bonita cantando aquelas palavras tão puramente me lembrei por que eu escrevi aquela música e por que eu faço música”. Tem gente que deve estar gritando agora “Ela faz música por dinheiro, isso sim!”, é obvio que ela faz por dinheiro também, mas é obvio que ela faz porque acredita no que ela defende. E ela acredita na gente.

Eu não sei se todo mundo já se deu conta do quão importante e prestigiosa ela essa música é. Born this way não é só mais um hit pop, mais uma música da moda, eu não me lembro de outra letra forte assim que eu possa equiparar o quão poderosa essa letra é, quantas coisas importantes ela diz. Ela me diz o que eu esperei ouvir durante os meus breves 23 anos de vida. Eu nunca aceitei ouvir que Deus me condenaria por ser gay. Eu cresci em bom lar, com princípios religiosos fortes, mãe católica, avô judeu, estudei em um colégio religioso boa parte da minha vida, nunca deixei de ajudar ninguém, sempre honrei e sempre vou honrar minha mãe e meu pai e não, eu nunca aceitei que Deus não me amava por ser como eu sou, porque ele me fez assim. Eu nasci assim. Nasci um ser humano capaz de amar e ser amada como qualquer outro e sempre acreditei que o erro estava aqui, nas interpretações das palavras deixadas, porque Deus não comete erros. E isso não mudou porque Lady Gaga está dizendo isso em uma canção.


Este ano, que foi de eleição, um dos meus vizinhos veio até nós pedir votos para um determinado candidato e ele me disse uma contou uma coisa bastante interessante. Há uns anos atrás, ele tinha um projeto, que era de levar eletricidade de graça para famílias carentes, projeto este que é piloto na minha cidade hoje em dia, mas que só pode ser realizado com o apoio do governo do estado, e a respeito disso ele me disse que “Conseguir realizar qualquer coisa grande sendo menor que alguns só é possível com a ajuda de alguém do tamanho deles”. Isso é uma grande verdade. Nós sempre estivemos aqui, falando, falando e algumas pessoas ouviam. Cansados de falar, nós começamos a gritar, e mais pessoas ouviram, não só ouviram como grande parte além de ouvir, se incomodou com os gritos e gritou de volta, e então nasceu a homofobia declarada, no meio de tanta gente gritando fica difícil se ouvir alguma coisa, a não ser que você tenha um microfone em mãos. Um microfone que começou modesto, falando para alguns, mas que logo estava falando para milhares, e logo para milhões, bilhões, trilhões e que neste momento, fala para o mundo inteiro. E o mundo inteiro presta atenção em Lady Gaga. Ela fala por nós. Nós, pequenos monstros e aberrações sociais a acolhemos quando ela era apenas mais uma criatura estranha e agora ela nos acolhe de volta e nos faz o favor de proclamar ao mundo o que nós sempre precisamos dizer e nunca tivemos a oportunidade de o fazer do tamanho da nossa necessidade.

Eu namoro uma menina disciplinadamente religiosa. Uma menina maravilhosa, mas que me diz que não voltará para a igreja enquanto ela estiver comigo, porque o que nós fazemos não é correto para a igreja. Mas o meu amor precisa de fé, e não acho correto ter que escolher entre amar quem eu amo e acreditar em Deus, eu não posso levar a culpa pela insegurança das religiões tão centradas em seus dogmas com medo de perder o controle de quem as segue. Ser gay não tira a minha fé de mim, e uma das coisas que me reafirma nessa fé, é ver crianças cantando as músicas da Lady Gaga, e mais, é ver os pais dessas crianças não as reprendendo por fazerem isso. eu tenho fé que essa nova geração que escuta Lady Gaga, seja aquela que dirá não ao bullying, não a discriminação racial, à diferença de classes, que seja a geração que apoiará as interações e respeitará o original, que saberá ouvir e diferenciar as pessoas pelo o que elas são, não por suas cores, poder aquisitivo ou por quem elas beijam e vão para a cama no final do dia. Eu tenho muita fé nisso, e preciso ter fé nisso porque, sinceramente, eu já tô cansada de dar amassos em banheiros (não que seja totalmente ruim), de ter meu nome trocado no celular da minha namorada, tô cansada de trocar as terminações dos meus substantivos, ter que substituir “A” por “O” por não saber que reação o artigo causará nas pessoas, cansada de viver entre uma vida social e uma vida verdadeira. E principalmente cansada de ouvir babacas tentando se aclamar reis de tudo em cima de mim pelo simples fato de eles estarem dentro dos padrões normais da sociedade. Eu renego essa sociedade de aparências. Eu sou a minha sociedade, eu não tento encaixar as pessoas em peso, altura, aparência e atitudes ideais, não deixo ninguém doente por isso. Não levo ninguém ao suicídio por isso, não faço ninguém acreditar que o mundo é menos bonito por causa de suas presenças diferentes. Não importa as minhas preferencias, o que eu sei é que eu nasci para sobreviver. Obrigada Gaga, por mais uma vez ter me lembrando dessas coisas🙂

Ps: Minha prima Marianne é casada há quase 10 anos com uma moça maravilhosa com quem tem 2 filhas. A mais velha começou a ir para escola aos 4 anos e certo dia a professora chamou Marianne para contar que um dos garotos da turma havia perguntando a sua filha porque ela tinha 2 mães. E ela, aos 4 anos de idade respondeu “É porque eu tenho sorte”. Eu acredito nessa geração😉

 

22 comentários (+add yours?)

  1. Carla
    Mar 06, 2011 @ 17:30:56

    Li pela primeira vez esse post ontem a noite; poucas horas depois de ter assistido ao clipe pela primeira vez; na minha dashboard, e devo confessar que chorei (em pleno sábado de carnaval, vejam bem).
    Gaga é diva. E acredito que proclamar as palavras dela seja importante, até por que, como você disse, ela nos proclama.
    Obrigada por esse lindo post.

    Responder

  2. vanessa
    Mar 10, 2011 @ 21:07:15

    Jessica querida, adorei o post… bem verdade isso, eu espero muito da proxima geração!

    Psiu… não abandone o blog!!

    Responder

    • Jessica
      Mar 11, 2011 @ 12:43:27

      ^^

      Que bom que vc gostou, Vanessa🙂

      E pode deixar que eu não vou abandonar aqui não, eu tô tentando organizar meu tempo, 20 mil coisas pra fazer ao mesmo tempo, as coisas andam corridas demais😉 Mas receber coments eh sempre bom, as vezes tenho a impressão que eu falo sozinha rsrs Ai desestimula.

      Mas vou dar uma mexida nas coisas por aqui, e volte sempre, viu? ^^

      Responder

  3. Hellen
    Mar 23, 2011 @ 19:41:30

    Oi jessica
    Pra começar sou fã do seu blog aliás parabens vc escreve muito bem ,poucas pessoas possuem esse talento.E tipo lendo seu blog me identifiquei como muitas das situações que vc descreve e apesar de ser muito comum hj em dia eu ñ sei como agir e tudo novo pra mim .
    beijocas pra vc .

    Responder

    • Jessica
      Mar 23, 2011 @ 19:59:26

      ^^

      Obrigada, pelos elogios querida🙂

      Eu tbem fico na dúvida sobre como agir muitas vezes em diversas situações, as vezes eu acho que as coisas pioram cada vez que eu vou de encontro as elas, mas depois eu realizo que nao, que pior seria engolir ou fugir ¬¬

      Mas eu tenho FÉ e ESPERANÇA que estamos em um momento de transição, que tudo estará melhor em alguns anos ^^

      Responder

  4. Hellen
    Mar 23, 2011 @ 21:48:30

    Espero de verdade que vc esteje certa ,pq como eu chego e falo pra minha melhor amiga q eu gosto dela ,sabe é tipo ser amiga ou falar a verdade e mesmo ela ñ querendo agente vai acabar se afastando dependendo da responda dela ,oq eu tenho quase certeza de q ela ñ é les .Então eu prefiro ficar calada e ter ela ao meu lado. Entende ?
    Valeu pela atenção ,beijocas !!

    Responder

  5. Hellen
    Mar 24, 2011 @ 19:40:40

    Há vc já assistiu “LOST AND DELIRIOUS “?. Gostaria de saber sua opinião sobre o filme !!
    bjs

    Responder

  6. Jessica
    Mar 24, 2011 @ 19:48:15

    ^^

    Foi meu primeiro filme les, sabia?

    Encomendado, vai ser meu post do final de semana, Hellen😉
    No máximo domingo tô postando minha resenha sobre ele por aqui ^^

    Responder

  7. Hellen
    Mar 24, 2011 @ 20:04:15

    Foi o meu primeiro filme tb .E tipo vc ñ me deu sua opinião o q eu faço com a minha amiga .Falo ou ñ? Me ajuda !!!

    Responder

  8. Jessica
    Mar 24, 2011 @ 20:10:39

    Sobre a sua amiga, olha, você precisa sentir tudo ao extremo. Tudo depende do que você sente.
    Se você sente que se disser, ela vai reagir mal e se afastar de você, e se você sente que vai sofrer longe dela, não diga;
    Agora se ficar perto dela sem dizer nada se tornar insuportavel, diga, e assista a reação dela. Se ela se afastar, você já esperava e vai respirar melhor, agora sempre há a possibilidade dela estar escondendo algum sentimento, e estar na mesma situação que você, querendo te dizer algo que ela pensa que você não vai aceitar.
    Se fosse EU, eu esperaria, levaria até ela vir pra mim que fosse dois centimetros a atacaria, agora se ela não viesse, iria tentar me desprender do meus sentimentos por ela (eu já tentei isso algumas vezes, demora, mas passa) ^^

    Responder

  9. Hellen
    Mar 24, 2011 @ 20:19:10

    Valeu mesmo vou pensar nos seus conselhos ,vc é muito gentil .Seria legal te conhecer pena que seu estado é longe pakas do meu estado !!Então só pelo seu bolg mesmo .
    Até o post do final de semana .

    Responder

  10. Hellen
    Mar 24, 2011 @ 20:20:20

    Valeu mesmo vou pensar nos seus conselhos ,vc é muito gentil .Seria legal te conhecer pena que seu estado é longe pakas do meu estado !!Então só pelo seu bolg mesmo .Até o post do final de semana .

    Responder

  11. Jessica
    Mar 24, 2011 @ 20:29:03

    ^^

    Vc eh de onde?

    Responder

  12. Hellen
    Mar 24, 2011 @ 20:59:16

    Goiás

    Responder

  13. Hellen
    Mar 24, 2011 @ 21:03:04

    É longe pakas né?

    Responder

  14. Jessica
    Mar 25, 2011 @ 12:37:57

    ^^

    Eh sim, mas estive ai em novembro, por uns 5 dias a trabalho😉

    Oh terra de menina bonita, viu? Lugarzinho abençoado!
    Pretendo voltar ai, comprar tudo o que eu nao comprei da outra vez rs
    E ai a gente se encontra para tomar um chocolate no Flamboyant, oq vc acha?🙂

    Responder

  15. Hellen
    Mar 25, 2011 @ 20:20:50

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk.Por mim tudo bem sem problema ,dessa vez vem a passeio aposto q vai bem mais divertido, com sua namorada pelo q eu li vc tem .Há tenho que te deixar atualizada ,naum vai dar nada entre mim e a minha amiga eu conversei com ela . Ela me deu uma resposta que me surpreendeu ñ pq ela aceitou mas pela forma que ela falou ,mas em fim ,existem várias meninas no mundo espero que passe logo o q eu sinto por ela
    bjs to te esperando aqui ,bleza ?

    Responder

    • Jessica
      Mar 25, 2011 @ 20:32:08

      ^^

      Eu so passava pelos lugares, fiquei arrasada, nao dava tempo de ir em nada🙂 A Ana (a namo) tava comigo, mas nem deu pra aproveitar nada nao ¬¬

      Te mandei um email, Hellen, lê lá ^^

      Responder

  16. Aline
    Jun 26, 2011 @ 01:14:42

    Nossa. Descobri seu blog há uns 3 dias e só hoje parei para ler este post!
    Chorei muito ao ler suas palavras. Descrevem toda a minha angústia e tudo o que quero gritar para o mundo! E ainda não consegui…
    Me lembrei do dia em que recorri a única pessoa que achei que pudesse conversar comigo sobre minha orientação sexual. Minha ‘melhor amiga’, que sempre me apoiou em muitas coisas, mas daquela vez foi diferente. Ela ficou realmente horrizada e me disse coisas como: Que eu estava possuída pelo demônio, que isso era contra as leis de Deus, que eu nunca chegaria perto de suas filhas, o que meus clientes diriam quando eu me tornasse advogada, que eu seria o desgosto da família que me colocou nos melhores colégios (inclusive o lema de um deles era: “Respeitando as diferenças”) que se soubesse antes nunca teria se aproximado de mim e que ela já havia me ajudado em muitas coisas mas agora não via como me ‘ajudar’ e, depois, nunca mais falou comigo.
    Hoje assisti a uma palestra em que um consultor de empresas falava dos profissionais de sucesso. Ele mencionou o caso de um rapaz, funcionário de uma certa empresa, que lhe contou que estava em crise com seu companheiro e isto afetava seu desempenho no trabalho… Então o ‘salvador da pátria’ o aconselhou de tal forma que ele se converteu, largou esses ‘maus’ costumes e hoje é um profissional muito bem conceituado. Pensei “Pera aí?! O cara era um fracasso na carreira porque era gay?!” e depois “Como esse cara deixou de ser gay?!” e lembrei de minha ‘amiga’ dizendo que eu nunca seria uma boa advogada.
    Logo me vi pensando “O que eu fiz de errado?!”, eu nunca fiz mal a ninguém, muito pelo contrário! Sempre estendi a mão, sempre deixei um ombro amigo disponível, muitas vezes me arrisquei e algumas até me ferrei por causa dessa amiga, todos no grupo que participo na igreja me amam (se eu não compareço a uma reunião ja estão me ligando), por quê um estuprador tem mais direito a um lugar no céu do que eu?! É só por que eu sou gay?
    Também acredito que Deus não me condenaria já que Ele é perfeito e não errou quando criou a mim e a você. E eu sou assim desde que me entendo por gente!

    Ai, ai… Malz pelo desabafo, mas ao ler este post senti todo peso das minhas costas desaparecer. Que bom que não sou a única a pensar assim…
    E melhor ter alguém como Lady Gaga para mostrar ao que não somos nenhuma aberração!

    Muito obrigada pelas lindas palavras e sucesso no blog!!

    Responder

    • Jessica
      Jun 27, 2011 @ 13:25:40

      Awww, que isso, o blog eh para isso mesmo, historias e desabafos. Dificil encontrar pessoas que pensam como vc nos contou, mas infelizmente ainda existem pessoas sem processador no cerebro que pensam dessa forma. Mas sabe? Como a Ellen Degeneres falou esses dias, as coisas estão mudando, as pessoas estão melhores, nós só temos que aguentar firme para desfrutar de um mundo melhor daqui há uns anos🙂
      Então, vamos em frente, sempre firmes e sempre acreditando que sim, as coisas vão melhorar ^^

      Responder

  17. Ingredy
    Maio 26, 2012 @ 15:57:06

    Muito legal esse blog amei

    Responder

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

"Every time a lesbian comes out, an angel gets her wings..." ^^

Contador de Visitas ^^

Contador de visitas
%d bloggers like this: